O Inferno voltou

Parece inacreditável que o pesadelo tenha voltado a acontecer. Parece inacreditável que o nosso país, civilizado aos olhos de muitos, não tenha aprendido o suficiente a 17 de Junho com a tragédia de Pedrogão Grande para “permitir” que tal tenha sucedido a 15 e 16 de Outubro. 

A nossa inércia parece ter batido no fundo. Abaixo disto já não vai mais. Como é possível que tenha acontecido, como é possível que tenha ganho esta dimensão? O problema não está na (in)eficácia do combate. Está na raiz! Nos interesses financeiros por detrás dos incêndios, na fraqueza das leis que escutam incendiários para voltar a soltá-los, nas falhas de comunicação, de estratégia, de vontade!

Um Estado que não atua, é um estado conivente. Se é difícil? Concerteza que sim, mas qualquer ato que leve vidas, seja uma ou mil, deverá merecer a nossa profunda análise. Rigorosa e penalizadora. 

101 mortes. Gente como eu, como nós que estaria aqui viva, feliz, se não fosse isto. Malucos à solta, um sistema que falha, uma vontade que não tem força para passar ao ato. 

Vejo muita indignação na rede social. A sociedade civil está unida e triste. Mas não basta. A nossa revolta espelhada nos posts, perde-se no scroll para do próximo post. É preciso agir!AGORA! Na Galiza morreram 4 pessoas e o povo saiu à rua numa manifestação. E nós Portugal? 101 pessoas! Gente como nós!! 

BASTA!! 

(Hugo Neves)

Comentários

  1. Carmén Lopes

    17 Outubro de 2017 às 19:30

    Responder

    Há muitos anos que temos estas tragédias anuais, maiores ou menores mas acontecem, e não se aprende nada com elas. Fala-se muito e age-se pouco, muito pouco.
    Está na hora de dar um chega, fazer um ultimato e isso só é possível saindo para as ruas e demonstrar a nossa indignação, a nossa “fúria”.
    Aproveitem que, infelizmente, batemos no fundo e façam o que deve ser feito.
    Reordenar florestas, criminalizar fortemente os atos que provocam os incêndios sejam propositados ou por descuido, etc..
    BASTA……..

  2. Abel

    17 Outubro de 2017 às 20:01

    Responder

    O problema tornou-se muito complexo!
    Da comunicação social leio que a mata nacional ardeu 80%. Mata de PINHEIROS, não eucaliptos. Ordenamento, limpeza e cuidados da parte do estado…

    Como dar rendimento aos pequenos produtores, muitos idosos? Vamos desertificar mais o interior? Vamos fazer com que esta peste grisalha desapareça pobremente queimada?

    De Lisboa, leis, decretos e portarias, para quê? Resolveram algo? Não vêem que a situação está a ficar caótica? É caso para perguntar se percebem alguma coisa do assunto ou sabem demais e são cúmplices? Eles têm poder e a obrigação, que lhes foi dado democraticamente para tomar medidas para melhorar a situação.

    As autoridades que desmontem a teia complexa de interesses instalados.
    Votos de muitas felicidades para si e família.

    Beijinhos


Adicionar comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *