O Inferno voltou

Parece inacreditável que o pesadelo tenha voltado a acontecer. Parece inacreditável que o nosso país, civilizado aos olhos de muitos, não tenha aprendido o suficiente a 17 de Junho com a tragédia de Pedrogão Grande para “permitir” que tal tenha sucedido a 15 e 16 de Outubro. 

A nossa inércia parece ter batido no fundo. Abaixo disto já não vai mais. Como é possível que tenha acontecido, como é possível que tenha ganho esta dimensão? O problema não está na (in)eficácia do combate. Está na raiz! Nos interesses financeiros por detrás dos incêndios, na fraqueza das leis que escutam incendiários para voltar a soltá-los, nas falhas de comunicação, de estratégia, de vontade!

Um Estado que não atua, é um estado conivente. Se é difícil? Concerteza que sim, mas qualquer ato que leve vidas, seja uma ou mil, deverá merecer a nossa profunda análise. Rigorosa e penalizadora. 

101 mortes. Gente como eu, como nós que estaria aqui viva, feliz, se não fosse isto. Malucos à solta, um sistema que falha, uma vontade que não tem força para passar ao ato. 

Vejo muita indignação na rede social. A sociedade civil está unida e triste. Mas não basta. A nossa revolta espelhada nos posts, perde-se no scroll para do próximo post. É preciso agir!AGORA! Na Galiza morreram 4 pessoas e o povo saiu à rua numa manifestação. E nós Portugal? 101 pessoas! Gente como nós!! 

BASTA!! 

(Hugo Neves)

Comentários


    Adicionar comentário

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *