Exercício físico na gravidez – por Alison Jesus

Estou grávida! Preciso de praticar atividade física?Os mitos invadem-nos todos os dias criando o grande fenómeno da desinformação que, infelizmente, é cada vez mais evidente! A temática da gravidez não é, de todo, exceção!

Será que a grávida deve praticar atividade física?

Esta é uma das muitas questões que surgem à futura mamã e pelo facto de existirem muitos mitos associados faz com que muitas grávidas não pratiquem atividade física por questões de receio e segurança.
Na realidade, uma das recomendações para as grávidas é que para além de terem uma alimentação equilibrada, tenha presente no seu dia-a-dia a atividade física, de forma moderada! Porquê? Pelos vários benefícios da atividade física na saúde e bem-estar quer da futura mamã quer do seu bebé.

Um dos problemas muito comuns que surge durante a gravidez é a obstipação em que a atividade física ajuda em muito a atenuar este problema. Para além disso está envolvida no melhor controlo da tensão arterial, da glicemia (níveis de glicose no sangue), dos níveis de stress e ansiedade bem como na questão da gestão do ganho de peso ao longo da gravidez que será determinante na saúde materna no pós-parto e durante o processo da amamentação.

Outras queixas como a fadiga, varizes e inchaço dos membros inferiores são menos frequentes nas grávidas que praticam exercício. As mamãs mais ativas têm menos insónias, menores níveis de stress, de ansiedade e depressão. Há alguma evidência que mostra que exercícios como a caminhada e a corrida reduzem a duração do trabalho de parto e o risco de complicações no mesmo.

Desistir da atividade física acarreta maiores riscos em termos de perda de massa muscular, aumento excessivo de peso durante a gravidez e do risco de desenvolver diabetes gestacional e varizes.

Portanto respondendo à questão: Sim, grávidas sem complicações devem ser encorajadas a continuar ou iniciar a prática de atividade física. Relativamente às futuras mamãs que sofrem de determinadas doenças como doenças cardiovasculares e pulmonares ou as que já têm uma gravidez de maior risco devem ser previamente avaliadas, pois exige outros cuidados adicionais.

Quais são os exercícios a mamã deve praticar?


O exercício físico deve ter como objetivo melhorar a função cardiorrespiratória e músculo-esquelética, através de exercícios aeróbios e exercícios de resistência, respetivamente. Os exercícios aeróbios consistem em qualquer atividade que implique o uso de um grande número de músculos de forma continua e ritmada: atividades como a caminhada, o jogging/corrida, a natação, o exercício em bicicleta estacionária, a dança e a zumba são alguns exemplos. Para exercícios de resistência o ideal é o levantamento de pesos relativamente baixos com várias repetições, entre 12 a 15 que parece ser seguro e eficaz. Contudo, convém limitar os exercícios de elevada resistência devido ao aumento da pressão abdominal causada pelos mesmos.

Resumindo, e segundo a American College of Obstetricians and Gynecologists ( ACOG ), a atividade física recomendada consiste:

• Alongamentos (pode optar pela yoga);

• Caminhada (evitar subidas e descidas muito inclinadas);

• Ciclismo (ergométrica);

• Natação;

• Hidroginástica (permite um maior conforto e acomodação do bebé no útero e tem baixo impacto nas articulações da grávida)

Não se deixe engar por mitos! E relaxe, está a viver uma das melhores fases da mulher!

Alison Karina de Jesus

Nutricionista (2874N)

alisonkjesusnutricionista@gmail.com

facebook.com/umaquestaodealimentacao/

 

 

Comentários


    Adicionar comentário

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *