A maior e mais cara – Antilia

Apesar de ser um dos países com mais pobreza do mundo, a Índia surpreende com a sua cultura, com o seu património natural e edificado e com a extravagância de alguns. Antilia é a maior e mais cara residência particular do mundo e está construída em Mumbai. O edifício unifamiliar tem uma altura de 170 m, 27 pisos e uma área útil de 37 mil metros quadrados. É a residência de um dos homens mais ricos da Índia e com a quarta maior fortuna do mundo, Mukesh Ambani. A sua construção custou cerca de 700 milhões de dólares e o edifício desenvolve-se na vertical devido à escassez de espaço urbanizável no bairro de Altamount Road.

O Antilia foi projetado segundo os princípios do Vastu shastra, a versão indiana do Feng Shui, daí as reentrâncias nas fachadas. 

Se tudo isto já parecia bater recordes, levamos com mais alguns. A casa Antilia possui  168 lugares de estacionamento, uma oficina mecânica, três heliportos e uma torre de controlo de tráfego aéreo. Os nove elevadores dão acesso a um ginásio, estúdio de ioga, cinema com capacidade para 50 pessoas, piscina, sala de baile e luxuriantes jardins interiores que ocupam três andares. A suíte tem uns módicos 1.200 metros quadrados.


(Foto Google)

Para manter toda esta infraestrutura em funcionamento, possui mais de 600 empregados.

(Foto Google)

A casa/edifício Antilia está atualmente avaliada em mais de 1000 milhões de dólares e tem sido alvo de críticas, devido à ostentação e luxo desmesurado, num país onde a maioria da população vive com menos de 2 euros por dia. 

No entanto, os donos da casa afirmam que fazem questão que os seus 3 filhos viagem de transportes públicos de casa para a escola, para que assim tenham contacto com a realidade do país. Não sei do que servirá quando se vive assim, mas a intenção é boa.

Vossa,

JT

Comentários


Adicionar comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *