A esperança pós-parto by Concreto 

Tanta coisa, tanta coisa e do risco de um parto prematuro às 26 semanas, ando a rebolar nas minhas 38 semanas, sem sinais de parto nem nada que se pareça. O catraio (expressão que o meu avô usava muito), está agora a fazer-se de difícil, não éééé? Tudo bem, já mostra personalidade. Gosto! Mas gostava também de voltar a usar algumas roupas normais e não de ficar com olhos de bamby de cada vez que abro a porta do meu armário. É que até tenho saudades de ver a minha roupa, acham normal? – “Olha aquela blusa! Oh páááá, e aquele casaco!! Parece mais giro agora! Que saudades pá!” – claro que isto tem a vantagem de parecer que estou às compras de cada vez que vou ao meu armário, o que é particularmente saudável para o saldo bancário. Isto dito por quem tem uma marca de roupa para grávida até parece mal, mas é a mais pura das verdades! É tudo muito lindo mas eu quero o meu corpo outra vez. Já desisti de me pesar e olho para as minhas antigas calças e imagino que só se um bulldozer passar por cima de mim é que voltarei a caber naquelas amostras. Vejam bem o grau de depressão corporal em que me encontro.

Mas na infinidade da minha neura com as minhas curvas da gravidez, duas esperanças brilham no espaço intergaláctico do pós-parto! Uma delas diz respeito às tendências de roupa 2017 que parece terem sido criadas para pessoas na minha circunstância (podem espreitar o meu post sobre essas tendências   aqui ), com calças bemmmm largas. A outra diz respeito à sensibilidade e compaixão da Concreto, marca portuguesa de vestuário.  Em jeito de cupido, acertaram com a sua flecha da moda no meu coração e corpo de grávida, tendo a gentileza de me mandarem para casa, 11 peças da nova coleção primavera/verão 2017 da Concreto. 

Os meus olhinhos brilharam, não só porque as peças são lindas e são em si o verão, mas porque seguem as tendências dos cortes. Calças largas, modelos pelos ombros, tecidos esvoaçantes, enfim, tudo o que uma grávida precisa para caber em roupa normal, sem evidenciar que acabou de ser mãe e que se armar em Gigi Hadid. 

Óbvio que a roupa da Concreto não é para grávidas nem puérperas, o meu cérebro é que só está programado para isto. Limitadaaaaaa!!! Vá, chamem-me. Eu mereçoooo! 

Agora espreitem os belos modelitos com os quais me vou pavoniar daqui a uns dias. Semanas vá…2 meses, pronto. 

(Estou tentada a perguntar se na Concreto também me arranjam umas pernas assim)

Estas belezas moram no meu armário, clamando para que as use. Ainda que não sirvam, este vestido lindo já dá para tirar o gosto :)! 


Conheçam tudo no facebook da marca.

Vossa,

JT

Comentários


Adicionar comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *