Vamos a votos?

Sempre olhei para a Joana Amaral Dias como uma mulher de fortes convicções, de personalidade forte, inteligente e com classe. Talvez por isso não tenha conseguido manter o meu maxilar inferior junto do superior, quando a vi na capa da revista Cristina.  


Digamos que…não estava à espera. A imagem que talhei dela não se coaduna com a exposição, mas a ex-deputada e agora líder do movimento Agir, é dona e senhora do seu corpo e vontade, para fazer o que bem entende. Até aqui, tudo porreiro. Acontece que numa produção deste género, geralmente ganha-se dos dois lados. A revista, que é falada (para o bem e para o mal) e a personalidade em si. A Joana Amaral Dias já era uma mulher suficientemente conhecida e reconhecida e não me parece que tenha tirado qualquer benefício com esta exposição. Não sei se pretendeu descolar-se da imagem séria/enfadonha que os políticos têm, mas na minha opinião o que conseguiu foi banalizar a sua imagem. A capa não é minimamente inédita, o facto de ser uma política sim. Aqui reside o lado mais radical da exposição e seguramente foi também com este intuito que a ex-deputada quis “Agir”. Visto por este prisma, o objetivo foi conseguido, mas tenho a nítida impressão que ganhou muito, mas muito mais, a revista, do que a própria. Aliás, as críticas não se fizeram esperar (como sempre é natural nestas coisas) e talvez por isso Joana Amaral Dias se tenha voltado a despir para outra produção, para assim mandar a “mensagem”
   
 

E aqui é que dou o meu parecer negativo. Quando estamos de consciência tranquila com as nossas opções, não temos que provar nada a ninguém. A capa na revista “Vidas” está com algum sentido de humor, mas só revela que deu importância à crítica negativa. De qualquer das formas, não lhe tiro o mérito ao trabalho que desenvolve como política e continua a achá-la uma pedrada no charco, no lago parado e cheio de verdete que dá pelo nome de política. 

Até já,

Vossa,

J!

Comentários


Adicionar comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *