Cocó na fralda – a entrevista que é uma limpeza!

Para os mais aficcionados do mundo dos blogues, o “Cocó na Fralda” é uma referência! Não tanto pelo título, mas pelo conteúdo!
Escrito por Sónia Morais Santos, jornalista e mãe de três filhos, conta com 6 anos de histórias partilhadas com os cerca de 20 mil leitores diários. Por falar nisso, deve haver agora mesmo uns quantos visitantes novos aqui! Olá, bem-vindos ;)!

Preparei uma curta entrevista que a Sónia simpaticamente respondeu. O mail informava que havia sido enviado às 4h43 da manhã. Fiz logo o filme todo – “eh lá…já percebi como é que esta mulher consegue ter a energia de 4 Sónias dentro dela! É simples! Não dorme.” Mas depois fui ler o blog…e percebi que lhe deu uma insónia…
Pela forma coerente como respondeu, ninguém diria!

JT – É a questão que se impõe. Como consegues? Como ??? (Filhos, profissão desgastante, blogue…)

SMS – Eu às vezes também me pergunto isso, confesso. :) Faço muitas coisas ao mesmo tempo. Começo uma, pelo meio arranco com outra deixo uma terceira a marinar e vou acabando as três, em simultâneo. Depois, dedico-me ao resto. Há alturas, Joana, em que é uma total insanidade. E nessas alturas, o meu corpo ressente-se. E alguma das coisas acaba por não ficar bem feita (pelo menos bem feita como eu gostaria). Mas só sei viver assim. Quando tenho menos trabalho, menos coisas para fazer, parece que me sinto inútil.

JT – O blogue já se tornou um vício/uma dependência?

SMS – Pode dizer-se que sim. O blogue acompanha-me há seis anos e acaba por se tornar um vício. Acontece-me pensar: isto dá um belo post para muitas das coisas que se passam na minha vida.

JT – Se não houvesse “cocó na fralda” para “limpar”, as tuas histórias teriam outra interpretação? Ser mãe faz-nos mudar a visão que temos das coisas?

SMS – Ser mãe faz-nos sobretudo descentrar do nosso umbigo e voltarmo-nos para os outros. No blogue, revela-se esse lado mais altruísta, de mãe, mas de vez em quando também serve para voltar a mim, como centro. É também por isso que se torna um bom escape para uma mãe: ali somos nós e as pessoas que nos lêem. É como um palco, onde estou a solo. Sim, porque um blogue é também um exercício de vaidade. Só quem acha que tem alguma coisa a dizer ao mundo é que escreve um blogue – tem o seu quê de narcísico, sem dúvida.

JT – Qualidades e defeitos que queres, queres muito, que os teus filhos herdem de ti?

SMS – Qualidades: Quero que sejam justos como acho que sou, que não sejam preconceituosos como eu não sou, que sejam trabalhadores e responsáveis, amigos do seu amigo, boas pessoas.

Defeitos : eu preferia que eles não herdassem a minha falta de ordem (ou talvez devesse dizer ” a minha tendência para o caos”), a minha hipocondria e esta mania de achar que, não tarde nada, vai tudo começar a correr mal. Defeitos que gostava que herdassem? Hummmm…só se for algum mau feitio. Às vezes dá jeito!

JT – Melhor coisa e “menos boa” que os teus filhos já te disseram?

SMS – Melhor: “Desculpa ter-me portado mal, tu não merecias, és mesmo boa mãe”.
Pior?…Talvez quando dizem que estou gorda. Ahahahahah!

JT – O nome do teu blog provoca! Hoje, se pudesses, mudarias o nome?

SMS – Acho que mudava, sim. O nome era apenas para circuito interno – quando criei o blogue era para amigos e família, não esperava que se tornasse este palco gigante. Não sei que outro nome lhe dava, sou franca. E já pensei muito nisso!

JT – Ler o blog “Cocó na fralda” é uma experiência…?

SMS – Divertida. Espero sobretudo que seja divertida. Nós precisamos de rir mais, até de nós próprios. Levarmos-nos menos a sério. E rir.

Já sei, já sei…estão com vontade de ir espreitar o blogue “cocó na fralda”, certo?
Ide lá! E levem toalhitas!
😉

Beijinhos e até já !

Vossa
J!

Comentários


Adicionar comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *