É Natal!!

Adoro o Natal !

Alguns dos melhores momentos da minha infância, contam-se nos natais. A família reunida à volta da mesa, as conversas intermináveis, o  tio que conta as anedotas, a mãe que faz “aquelas” rabanadas e o pai que faz o pai natal aparecer!! Sim, ele sempre apareceu na minha casa…e ainda o faz! Mas nunca  “fisicamente”! Faz melhor que isso!

Fazia parte da tradição. Deixávamos um sapato na cozinha da minha avó e um pouco antes da meia-noite, já a família começava a dizer que estava a ouvir “coisas”…

“Xiu!Estão a ouvir?”

 “Ui, parecem as renas!”

“Nããããoooo, ainda é muito cedo!”

Algum tempo depois….

”Ouviram? Acho que ele está no prédio do lado!”

O meu coração disparava! Lembro-me de arregalar os olhos, de fazer um esforço para ouvir, de ficar nervosa e ansiosa!

Avançávamos para as sobremesas!

“Que estrondo foi este?”

“Ai!! Ele está na vizinha do lado!”

Lembro-me de ficar com as mãos a transpirar!

De repente saltávamos na mesa! Ouviam-se os cascos! E ouviam-se mesmo! Seguia-se um estrondo ! O meu pai espreitava pela porta da cozinha e nuns segundos que pareciam horas, voltava-se e dizia: “Já deixou as prendas!!!”

Eu rompia pela porta! As prendas deixadas junto dos sapatos e o deleite total! O abrir religiosamente cada embrulho! Lembro-me tão bem!

Anos depois, é hora de ser cúmplice do meu pai. Agora sou eu que faço parte do teatro.

“Ouviram?! Ia jurar que ouvi as renas do pai natal!”

“Ainda é muito cedo…mas olha que também ouvi!”

Vamos à janela e a emoção é tão grande que faz as crianças verem um brilho no céu, naquilo que lhes parece o trenó do pai natal!

Fechamos a porta da cozinha. Pegamos nas tampas das panelas e amarramos com fio de pesca. Deixamo-lo bem junto à parede de forma a que saia na sala onde, estratégicamente, o meu pai se posiciona. Faz-se silêncio! “Xiu!Ouviram?”

E nisto ouvem-se os cascos das renas!!! A magia das tampas das panelas a bater no chão! Vibro tanto quanto as crianças! É o meu pai que puxa os fios! E as tampas das janelas batem no chão. E parecem-se com os cascos das renas!

E lá estão as prendas! Junto do sapatinho de cada um! Melhor do que abrir as prendas é observar o rosto dos pequeninos, inclusive o da minha M.I.!

 Apesar da virose “daquelas que andam por aí”, diz o pediatra, a minha doçura gozou o natal à sua maneira!  Longe dos prazeres gastronómicos típicos da época, divertiu-se com as prendas, ou melhor, com os embrulhos, que isto de ter 9 meses de vida os deixa com gostos estranhos…

 

Tirámos fotos, rimos muito e brincamos ainda mais! Mais um natal que passou e que fica guardado no meu coração. Porque esta quadra ajuda a contar a minha história. E ela é feita de sorrisos e afetos que ficam para a vida!

 

BOM NATAL A TODOS! 

Com carinho, vossa

JT

 

Comentários

  1. Ana Sá

    24 Janeiro de 2014 às 23:47

    Responder

    A melhor época do ano! <3


Adicionar comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *